Twitter

domingo, 19 de maio de 2013

Lars von Trier

Lars von Trier
Lars von Trier, cineasta dinamarquês, nascido em Copenhague em 30 de abril de 1956. A partícula "von" foi adotada por Lars von Trier durante o período em que esteve na Danish Film School. O motivo para sua inclusão no apelido foi a alcunha que os seus amigos da época lhe deram. Ficou conhecido após fundar, junto com Thomas Vinterberg, o manifesto Dogma 95, no qual há 10 regras para a produção de filmes, como: não usar cenários, não usar banda sonora, usar apenas câmara de ombro etc. O seu único filme que segue essas regras é: «Idioterne» [Os Idiotas].
Trabalha num projeto pessoal em que roda 3 minutos de filme todos os dias em diferentes locais na Europa. A sua intenção é realizar este trabalho durante 33 anos e - como ele teve início em 1991 - a previsão é de que o filme seja lançado, apenas, em 2024.
Numa conferência de imprensa do Festival de Cannes (edição 2011), o diretor revelou ser simpatizante de Hitler, autoproclamando-se nazista. Com esta declaração, o diretor foi expulso pelo conselho dirigente do festival

Filmografia
2013 - Nymphomaniac (Nymphomaniac)
2011 - Melancolia (Melancholia)
2009 - Anticristo (Antichrist)
2007 - Cada Um Com Seu Cinema (Chacun Son Cinéma)
2006 - O Grande Chefe (Direktoren for Det Hele)
2005 - Manderlay (Manderlay)
2003 - As cinco Obstruções (De Fem Benspaend)
2003 - Dogville (Dogville)
2001 - D-dag - Den Faerdige Film (TV)
2000 - D-dag - Lise (TV)
2000 - D-dag (TV)
2000 - Dançando no Escuro (Dancer In The Dark)
1998 - Os Idiotas (Idioterne)
1997 - Riget II (TV)
1996 - Ondas do Destino (Breaking the Waves)
1994 - Riget (TV)
1994 - Laerervaerelset (TV)
1991 - Europa (Europa)
1988 - Epidemic
1987 - Medea (TV)
1984 - Elemento de um Crime (Forbrydelsens Element)
1982 - Befrielsesbilleder
1980 - Nocturne (curta-metragem)
1979 - Menthe - La Bienheureuse (curta-metragem)
1977 - Orchidégartneren (curta-metragem)
1971 - En Blomst (curta-metragem)
1970 - Hvorfor Flygte Fra Det du Ved du Ikke kan Flygte Fra? Fordi du er en Kujon (curta-metragem)
1969 - Et Skakspil (curta-metragem)
1969 - En Rovsyg Oplevelse (curta-metragem)
1968 - Nat, Skat (curta-metragem)
1967 - Turen Til Squashland (curta-metragem)

Prêmios
(1986) Prêmio César, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, por "Ondas de Paixão"
(1991) Melhor Contribuição Artística, no Festival de Cannes, por "Europa"
(1991) Grande Prêmio do Júri, no Festival de Cannes, por "Europa"
(1996) Grande Prêmio do Júri, por "Ondas de Paixáo"
(2000) Palma de Ouro, no Festival de Cannes, por Dançando no Escuro
(1986) Prêmio Técnico, no Festival de Cannes por "Forbrydelsen Element"
(1991) Prêmio Técnico, no Festival de Cannes por "Europa"
(2000) Prêmio Goya de Melhor Filme Europeu, por "Dançando no Escuro"
(2000) Prêmio Independent Spirit Awards, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro por "Dançando no Escuro"
(1986) Indicação ao Independent Spirit Awards, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, por Ondas de Paixão (1986)
(2000) Indicação ao Globo de Ouro na categoria de Melhor Canção Original por "I've seen it all"; trilha sonora de Dançando no Escuro
(2000) Indicação ao prêmio César na categoria de Melhor Filme Estrangeiro po "Dançando no escuro"
(2000) Recebeu uma indicação ao Oscar, na categoria de Melhor Canção Original, por "I've seen it all", música da trilha sonora de Dançando no escuro

O Dogma 95, é um movimento cinematográfico internacional lançado a partir de um manifesto publicado em 13 de março de 1995 em Copenhaga, na Dinamarca. Os autores foram os cineastas dinamarqueses, Thomas Vinterberg e Lars von Trier. Segundo o relato de Vinterberg, os dois levaram apenas 45 minutos para formular as regras. Elas foram apresentadas uma semana depois no Odéon - Théatre de L’Europe, em Paris, em 20 de março de 1995, onde von Trier foi chamado para celebrar o centenário do nascimento do Cinema.
O Manifesto Dogma 95 foi escrito para a criação de um cinema mais realista e menos comercial. Posteriormente juntaram-se a eles dois conterrâneos, os também cineastas Søren Kragh-Jacobsen e Kristian Levring. Segundo os cineastas, trata-se de um ato de resgate do cinema como feito antes da exploração industrial (segundo o modelo de Hollywood). O manifesto tem cunho técnico — apresenta uma série de restrições quanto ao uso de técnicas e tecnologias nos filmes — e ético — com regras quanto ao conteúdo dos filmes e seus diretores —, e suas idéias são tão controversas quanto seus filmes.

01. As filmagens devem ser feitas em locais externos. Não podem ser usados acessórios ou cenografia (se a trama requer um acessório particular, deve-se escolher um ambiente externo onde ele se encontre).
02. O som não deve jamais ser produzido separadamente da imagem ou vice-versa. (A música não poderá ser utilizada a menos que ressoe no local onde se filma a cena).
03. A câmera deve ser usada na mão. São consentidos todos os movimentos - ou a imobilidade - devidos aos movimentos do corpo. (O filme não deve ser feito onde a câmera está colocada; são as tomadas que devem desenvolver-se onde o filme tem lugar).
04. O filme deve ser em cores. Não se aceita nenhuma iluminação especial. (Se há muito pouca luz, a cena deve ser cortada, ou então, pode-se colocar uma única lâmpada sobre a câmera).
05. São proibidos os truques fotográficos e filtros.
06. O filme não deve conter nenhuma ação "superficial". (Homicídios, Armas, etc. não podem ocorrer).
07. São vetados os deslocamentos temporais ou geográficos. (O filme se desenvolve em tempo real).
08. São inaceitáveis os filmes de gênero.
09. O filme deve ser em 35 mm, padrão.
10. O nome do diretor não deve figurar nos créditos.


6 comentários:

  1. Olá. Vocês têm alguma ideia de quando poderão disponibilizar o novo filme do Lars von Trier, "Nymphomaniac Vol. 1" aqui no blog?
    Grato.
    Enrique.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, Enrique Aue. Melhor procurar noutro lugar o filme que deseja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguma indicação de outro lugar onde possa encontrá-lo?

      Enrique.

      Excluir
  3. Boa tarde, Enrique Aue. O Raridades0800 NÃO INDICA NADA, nem números para a Megasena nem par romântico para ser o amor da sua vida.

    ResponderExcluir
  4. bem que vcs poderiam criar uma pag para o facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta página existe Anderson!
      https://www.facebook.com/groups/cinebelasartes/

      Acesse lá!

      Raridades 0800.

      Excluir